[ editar artigo]

Diversidade a chave para Inovação

Diversidade a chave para Inovação

O Dia 21 de Setembro é Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência, dia 3 de Dezembro é dia Internacional da Pessoa com Deficiência, dia 19 de Novembro foi o Dia do Empreendedorismo Feminino e dia 20 de Novembro dia da Consciência negra.  Datas que deveriam ser consideradas como dias da Diversidade.

 Datas para refletirmos como a sociedade trata a questão da diversidade (apesar de vários avanços importantes) e vê as pessoas com deficiência: como “coitadinhos”,  “limitados”, sendo todos os dias uma batalha e luta destas pessoas por infraestrutura, por empregos e salários melhores, sem mencionar acessibilidade na educação, saúde e outros. 

Porém a deficiência pode ser a chave para Inovação, se a sociedade e as empresas conseguirem enxergar isso. Se pegarmos a nossa origem como homem primitivo, éramos “deficiênte”: não tínhamos garras como os mais ferozes tigres, leões para caçar, não tínhamos pernas longas e flexíveis como veados, zebras para correr mais o rápido, com resistência. Mãos longas como os macacos para escalar, nossos ouvidos escutam menos que a maioria dos animais, olhos de visão noturna ou longa distância - enfim o ser humano é um ser “deficiênte” no reino animal, mas isso fez com que desenvolvêssemos várias outras coisas para nossa sobrevivência, entre elas o nosso raciocínio, pensamento criativos, que permitiram criar armas, ferramentas, manusear o fogo. Isso permitiu o início da nossa (re)- evolução, e cada vez ficávamos mais “deficiêntes” temos menos resistência física, menos explosão, mas vamos evoluindo, plantando (revolução agrícola), controlando as máquinas (revolução industrial). 

No alt text provided for this image

 

A definição de deficiênte são duas: que tem alguma imperfeição ou que não tem quantidade suficiente, em outra palavras o fato de não termos uma visão profunda permitiu que desenvolvêssemos os binóculos, por exemplo, depois radares e outras tecnologias. O fato de não termos uma audição boa, permitiu que criássemos meio de comunicação eficiente e práticos. Alexandre Gran Bell o famoso inventor do telefone, desenvolveu como um meio de poder comunicar com sua mãe surda a tres comodos de onde estava (ao invés de gritar como gorilas ou baleias que tem seus ruídos  escutados a quilômetros de distâncias), atualmente o telefone é uma das tecnologias mais exponenciais e impactantes que existem, mais de 5 bilhões de pessoas possuem um telefone no mundo.  O fato de não  termos  forças suficiente permitiu que desenvolvêssemos raciocínio lógico criando máquinas que pudessem realizar nossos trabalhas operacionais, e, cada vez mais, estamos criando máquinas mais inteligentes, com Inteligência Artificial permitindo  que esta faça o trabalho por nós e facilite nossa vida. Fora outros exemplo que podemos trazer (deixo o convite para pensarmos juntos).

Os “deficientes” atuais estão sendo responsáveis pelo acelerado desenvolvimento de ferramentas que permitiram sermos super humanos. Muito de nós estamos usando fone de ouvidos, porque eles não poderiam ser futuros “aparelhos auditivos”, que para uns ampliam certos sons, reduzindo ou bloqueando certos sons indesejáveis, podendo emparelhar com os dispositivos eletrônicos permitindo ter uma experiência de escuta muito melhor, sem contar o fato de proteger nossa audição , exatamente como funciona um aparelho auditivo, e poderia também ter outras funcionalidades como poder fazer traduções,, indicações de caminhos e com uma inteligência artificial podem até se tornar nossos conselheiros.

No alt text provided for this image

 

A visão computacional, com realidade virtual, aumentada ou mista, pode descrever para cegos o ambiente, porque também não descrever ou mostrar certas informações que não sabia - isso não poderia revolucionar o nosso aprendizados, nossa comunicação?

 

No alt text provided for this image

A cadeira, luvas, aparelhos de ergonomia permitiram além que cadeirantes voltem a andar, caminhar, permitiram que andemos muito mais, conseguiremos carregar mais peso, por exemplo.

Olha quantas coisas as pessoas com deficiência podem nos trazer de soluções exponenciais e impactadoras, que podem trazer impactos e benefícios para sociedade como um todo. Mas para isso ser possível temos que escutá-las, empoderá-las, oferecer condições e acessibilidade para que elas em conjunto possamos co-criar, mostrar dores e problemas que não estamos enxergando.   

Se a deficiência é não ter quantidade suficiente, porque restringimos somente como deficiência alguma limitação, imperfeição física (visual, motora, auditiva)? Podemos considerar também aquele que tem pouco capital, recursos, pouca educação também como parte do grupo, que precisamos prover acessibilidade, transparência a eles, mais que isso, eles sempre nos ensinam a fazer mais com menos e gerar várias idéias que podem gerar soluções de de altíssimos impacto  e que podem mudar vidas, como por exemplo o Jan Koum, fundador do WhatsApp, que era um ulcraniano pobre, que não tinha dinheiro para fazer as caríssimas ligações internacionais, permitiu criar uma ferramenta que se  tornou talvez uma das maiores mudanças mundiais, aproximados os povos, tornando acessível a comunicação (tanto de recursos, mas permitiu que analfabetos pudessem se comunicar por áudio, facilitou a vida dos cegos, com recursos de áudio, transcrição de voz em texto, a vida do surdos (permitindo videoconferência e transmissão de áudio em texto), tornando a comunicação mais divertida e direta (permitindo mandar gifs, imagens coloridas).

Por isso abram os olhos, foi a “ deficiência” que permitiu a nossa evolução e desenvolvimento, chegamos a esse nível de sociedade, tecnologia graças a ausência de nossas forças, visão curtas. Tenham simpatia e acolham os deficientes, reflita não só neste dia 21 de Setembro Dia Nacional da Luta da pessoa com deficiência ou nessas datas e veja que essas pessoas podem transformar e trazer inovação para sua empresa e para o mundo.

Texto publicado no Linkedin: 

https://www.linkedin.com/pulse/defici%C3%AAncia-chave-para-inova%C3%A7%C3%A3o-thierry-cintra-marcondes/

Inovadores & Inquietos
Ler conteúdo completo
Indicados para você