[ editar artigo]

Todos gostam da inovação, mas poucos “gostam” de inovar!!!!

Todos gostam da inovação, mas poucos “gostam” de inovar!!!!

Você lendo a frase acima, deve imaginar que, nesse período que chamo, de “virossabático”, tenha afetado minha sanidade mental... bom, de certa forma, desequilibrado, eu sempre fui.

              Brincadeiras à parte, a verdade é que inovar requer inquietude, esta leva a mudança e, normalmente, poucos tem apetite por ela. Principalmente mudanças na nossa vida pessoal, de emprego, de função, de país, etc.

              Tenho a  honra de fazer parte dessa comunidade que tem no seu cerne fomentar a inquietude para levar à inovação.

              Vamos então mergulhar no oceano da inquietude relacionada com a inovação, adicionando no caminho, algumas reflexões que costumo fazer com o público que assiste às minhas palestras.

              Vamos começar observando a imagem abaixo.

As empresas acima têm ao menos duas coisas em comum... quais são?

  1. Nenhuma delas nasceu grande. A verdade é que ninguém nasce grande, nem mesmo Benjamin Button (filme). Ele nasce velho, mas nasce pequeno. Todas as empresas (garagens) acima nasceram pequenas.
  2. Todos elas eram inquietas, não tiveram medo da mudança e inovaram. A inquietude também é assim, ela não nasce grande, mas, se bem nutrida, desenvolve-se muito rapidamente. Podemos colocar nessa lista outros exemplos como Uber, Netflix, Airbnb, etc.

       Hoje, boa parte dessas empresas estão entre as 10 maiores do mundo, conforme imagem abaixo.

Fonte: ISTO É DINHEIRO -  Janeiro/Fevereiro 2020

            

              Vale ressaltar que inquietude não é uma característica inerente às empresas, mas sim às pessoas, líderes, inovadores e até as grandes personalidades da história que “inovaram” para um mundo melhor.

              Nesse sentido, vamos fazer o seguinte exercício: Pense numa lista de personalidades... abaixo algumas poucas que vêm à minha mente nesse momento:

           

  • Michelangelo;
  • Leonardo Da Vince;
  • Picasso;
  • Einstein;
  • Gutenberg;
  • Karl Benz;
  • Galileu;
  • Thomas Alva Edson (sobre a lâmpada “Eu não falhei, encontrei 10 mil soluções que não davam certo.”. Um exemplo de inquietude);
  • Santos Dumont / Wright Brothers
  • Mandela;
  • Shakespeare;
  • Madre Teresa;
  • Diana;
  • Indira Gandhi;
  • Mahatma Gandhi;
  • Steve Jobs;
  • Bill Gates;
  • Elon Musk.

              Essa lista vai ficar bem extensa. Poderia até viralizar! Ir passando de um grupo ao outro de WhatsApp, por exemplo, e cada um colocaria “X” nomes. Simplesmente uma lista de ilustres “desconhecidos” que certamente aumentaria de forma exponencial.

              Acredito que, se listarmos todas as  personalidades da humanidade terrestre, incluindo do seu bairro, 100% terá a inquietude como comportamento.

              Aliás, nas minhas palestras, como curiosidade, comento que, além de inquietos e inovadores, os grandes nomes da lista acima eram também muito produtivos. O que gerou um termo chamado “criativação”, em outras palavras: inovação com produtividade.

              Pessoas com “criativação” têm as seguintes características normalmente:

  • Imaginação;
  • Inquietação;
  • Persistência;
  • Dedicação;
  • Criatividade;
  • Inovação.

              Olha as palavrinhas novamente...

          

              Agora, volte na lista de personalidades... acho que as características se aplicam, certo?

              Vamos aos números para ratificar, e evidenciar, o que foi dito até aqui sobre “criativação”.

  • Da Vinci 1452 – 1519. Temos 2390 obras significativas atribuídas;
  • Picasso 1881-1973. Temos 1156 obras.

              Como diz a literatura sobre “criativação”: “Para viver uma vida criativa, devemos perder o medo de errar.”

 

              Tive também o privilégio de conversar com um Sr. chamado Art Fry. Para aqueles que não o conhecem, vou dar um tempo para que vocês consultem no seu site de busca preferido...  

...

Pronto?...

...simplesmente o criador do post it.

              Ele esteve na 3M do Brasil e entrou em detalhes sobre a história do post it, história esta que menciono em minhas palestras de inovação.

              Se ele tivesse interrompido o desenvolvimento do post it que, até então, era um problema de adesão, seria então um acidente e não um produto de sucesso. Ele não apenas transformou um “insucesso” num produto inovador, mas também desenvolveu um mercado que, até aquele momento, não existia. Ele fez isso com MUITA inquietude, persistência, criatividade, e as demais características que já comentamos aqui.  

              Em resumo, temos o seguinte: A inovação não ocorre por acidente, ocorre por inquietude cientifica.

              Como diríamos no mundo do futebol: se jogo é jogo e treino é treino, acidente é acidente e inovação é inovação.

              Temos outro exemplo nesse caminho que é o Scotch Gard. Esse produto caiu no calçado do cientista do laboratório. Ele observou que um calçado sujava mais que o outro. Isso trouxe a inquietude, que o levou a avaliar o fenômeno. Nesse momento, percebeu que o produto, que havia caído no seu calçado, formou uma camada protetiva no tecido. Depois de alguns ajustes, se transformou num produto de muito sucesso.            

              Note que, podemos adicionar, à inquietude, o poder de observação do que acontece ao seu redor. Tenho alguns exercícios de observação bem interessante que posso compartilhar em outro artigo.

              Em resumo e voltando ao começo de texto... Todos gostam de inovação, mas poucos “gostam” de inovar. Para inovar é preciso inquietude, que leva a mudança e que  poucos tem aptidão para tal. Entendo que as pessoas têm bons e justos motivos para não estarem aptas à mudança, mas essa não é a proposta desse artigo. Além disso, não estou dizendo que é fácil, mas sim necessário. Por isso coloquei a palavra gostam entre aspas.

              Pessoas inovadoras são inquietas e não têm barreiras para a mudança. E você? É realmente inquieto? O que está fazendo no seu período “virossabático”? Então aproveite a inquietude, remova algumas barreiras e inove...

Carlos Camargo

cabcamargo@hotmail.com

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você